sábado, 27 de agosto de 2011

NA REDE COM EMÍLIA

Reinicializando……………

Sim, caro Lobato! Estou de volta na tela do computador. Agora, trazendo mais uma história de Emília (a minha claro!). Ela montou uma rede, mas não aquela que conhecemos para descanso e sim a rede de trabalho. Resolveu namorar com as tecnologias. A minha sorte é que estou de ficando com as tais tecnologias não é de hoje, ao contrário do senhor, não é mesmo?

Bom, mas deixemos a vida de Quelé. Imagina você que ela está me trocando pela tela do computador, que não é um qualquer de 256 megabytes. Trata-se de um potente 2 gigas. E eu que nem consigo ser 1 giga, mas dou para o gasto. Procuro manter o desempenho. O senhor, Lobato, conseguiu manter o desempenho por muito tempo, tanto é que ainda te procuram em meio as janelas e abas que vão se abrindo diante dos olhos dos internautas. No entanto, o ciúme não me consome não! Sei conviver com os notes e nets da vida. Eles sabem como conquistar uma pessoa! Tenho que aprender como se faz isso, mas não para trocar de mulher, como se troca de provedor. Quero apenas reforçar minha imagem junto a minha Emília. Assim, ela não decide por me descartar como a um perfil de rede social. É preciso se atualizar constantemente, caro Lobato! Senão os vírus corrompem o nosso relacionamento! Sim, existem hoje trojans, malwares e outros que vão surgindo com o tempo; não há mais lugar para o Ricardão. Antigamente era mais fácil detectar os ameaçadores. Agora eles se virtualizam, atualizam-se e a gente escanea e não acha nada. Resultado: nenhuma ameaça encontrada. Aí vá o senhor se acomodar e pronto! Alguém pula, como um hacker, na rede de Emília.

Mesmo assim, posso sossegar… a coisa anda de vento em popa! Ou dizendo de modo mais atual: nossa relação navega com maior segurança (e não tão rápido como as velocidades de outras redes, pois o bom é ir bem devagar e planejado para não haver surpresas desagradáveis, não é caro Lobato?)… O que posso dizer é que o meu teclado ainda não cansou de digitar frases à moda antiga para ela, Lobato. Mesmo com toda a faceirice de minha CyberEmília, continuo demonstrando que o melhor antivírus é nunca deixar de expressar o quanto ela me encanta, mesmo que não acredite! O que vale é amar de diversos modos. E com a ajuda dos recursos tecnológicos amo, amo, amo, AMO, amo e por aí vai...

Bom, e eu vou fechando o arquivo por aqui. Não quero que Emília chegue perto e veja o PC aberto. Aí já sabe, né? Fui!

Encerrando……………